Sim, os cães podem amar as pessoas, e não apenas pela comida que recebem das mesmas, é o que aponta um estudo realizado pelo especialista em neurociência Gregory Berns, da Universidade de Emory dos Estados Unidos.

Estudo explica o amor que os cachorros sentem pelos donos

Em uma entrevista concedida recentemente, o especialista aponta que teve a grande ideia de colocar os animais em aparelhos de ressonância magnética para saber o que sentem e pensam, ao visualizar um cão policial atuando em um helicóptero, durante a missão que matou Osama Bin Laden.

Como foi realizada a pesquisa dos animais?

Para o especialista, se os militares conseguissem treinar os animais para entrar em helicópteros barulhentos, seria também possível os colocar em uma máquina.

Tudo porque seu pug, havia morrido um ano antes. O neurocientista ainda pensava muito sobre o animalzinho de estimação, e queria muito saber se havia sido amado pelo cão, ou ainda se a relação existente era movida apenas pela comida.

Estudo explica o amor que os cachorros sentem pelos donos

A pesquisa foi realizada da seguinte forma, desde o ano de 2012, 90 cães foram treinados e submetidos á situações de ressonância, e não eram sedados ou mesmo forçados a ficar na máquina. Em um dos experimentos realizados, os animais muitas vezes ganhavam salsichas e outras vezes elogios. A reação cerebral dos cães foi a mesma para a maioria.

Esta reação foi mais forte aos elogios que o cão recebeu do que a comida, para pelo menos 20% dos cães. Estes estudos realizados servem para que se possa repensar uma forma como muitos animais são devidamente tratados. É possível visualizar as informações completas da pesquisa apontados no livro “What It’s Like to Be a Dog” (Como é ser um cachorro), livro que não foi lançado no Brasil mas que pode ser visualizado em inglês e comprado em algumas lojas.