Muitas pessoas sempre afirmaram que os cães menores são muito mais agressivos do que os grandes. E isso foi considerado, durante muito tempo, como uma piada. Mas parece que isso realmente é verdade e acabou sendo comprovado através de uma pesquisa feita por uma conceituada instituição, a Universidade de Helsinque, na Finlândia.

Estudo afirma que cães pequenos são mais agressivos que os grandes

De acordo com os pesquisadores envolvidos no projeto, não existem mais dúvidas de que os cães pequenos realmente mais propensos a agressividade. Mas os pesquisadores alertam que existem diversos fatores que podem influenciar, como o ambiente no qual o pet vive, a idade, a relação com os donos e temperamento.

O estudo foi publicado na revista Scientific Reports. De acordo com o artigo que foi feito, a pesquisa analisou o comportamento de 9 mil cachorros antes de anunciar os resultados. Entre as características examinadas, estavam a frequência dos latidos, os rosnados e também aspectos do comportamento de uma forma geral.

Estudo afirma que cães pequenos são mais agressivos que os grandes

"As pessoas que estão pensando em comprar um cachorro devem se familiarizar com os antecedentes e as necessidades da raça. Quanto aos criadores, eles também devem prestar atenção ao caráter das candidatas a mães, uma vez que tanto o medo quanto o comportamento agressivo são herdados", explicou o professor Hannes Lohi, co-autor do estudo em entrevista ao Daily Mail.

O medo acabou sendo um dos fatores mais decisivos para a pesquisa, tendo em vista que um cachorro menor se sente mais vulnerável, tornando-se mais agressivo como mecanismo de defesa. Algumas raças acabaram ficando no topo da lista, como Poodles e schnauzers. Já cães de pequeno porte ficaram bem abaixo da lista, como grandes pastores lapônicos, golden retrievers e labradores.