Por Rodrigo Bueno

publicado em Comportamento

Algo que costuma sempre despertar a atenção das pessoas é quando o seu cachorro começa a exalar um odor diferente daquele que pode ser considerado como normal. E um dos locais onde isso costuma acontecer de uma forma mais frequente é o focinho. E este sintoma pode indicar desde algo simples até algumas doenças que podem ser consideradas como graves.

Cheiro ruim no focinho do cachorro

Quando o focinho do cachorro começa a exalar um cheiro forte, pode ser indício de que exista um acúmulo de bactérias na prega nasal. Isso costuma acontecer de uma forma mais frequente com os cães que possuem o nariz socado para dentro, como é o caso dos buldogues. Para resolver este problema, tudo o que as pessoas precisam fazer é fazer uma boa higiene na pele que fica envolta do nariz do seu mascote. Mas não utilize produtos com perfumes e outros tipos de odores.

Em outros casos, este cheiro ruim pode acabar vindo da boca e ser confundido pelas pessoas com o nariz. Neste caso, pode ser um problema que está relacionado com os dentes do cachorro. Este é um exemplo mais comum de acontecer com aqueles cães mais velhos. Caso haja essa desconfiança, é importante que um veterinário faça uma boa análise da saúde bocal do pet.

Cheiro ruim no focinho do cachorro

Já nos casos mais graves, estes odores podem estar sendo produzidos por um tumor que pode ter surgido no cão, o que também costuma acontecer de uma forma mais frequente nos cães velhinhos. Neste caso, é comum que o problema também esteja mais vinculado a boca do cão do que do nariz. Alguns tumores de gengiva, palato e nariz também resultam em cheiro ruim no focinho. Um veterinário pode ajudar você a descobrir se esse é o caso.