Por Rodrigo Bueno

publicado em Comportamento

Os donos e gatos geralmente encontram algumas dificuldades quando precisam se ausentar da sua residência por um determinado tempo, algo que costuma acontecer com mais frequência no período de férias. Diferentemente dos cachorros, os gatos podem acabar tendo mais dificuldade para serem levados de um local para o outro. Além disso, muitos não se acostumam com novos ambientes tão facilmente como os cães.

Cat Sitter: Confira dicas para contratar o serviço

Visando atender essa demanda, que cresce cada vez mais diante da quantidade de pessoas solteiras ou casais que moram sozinhos e que adotam um gato, está se popularizando um tipo de serviço que se chama Cat Sitter. Basicamente uma pessoa que acaba sendo a babá do felino por um determinado período de tempo.

Basicamente essas pessoas atuam para prestar os cuidados básicos que o felino precisa para se manter saudável durante este período de férias dos seus tutores. Estes profissionais devem fazer coisas como:

  •     Manter a higiene das caixas de areia, potes de água e ração e do ambiente
  •     Brincar com o gato
  •     Realizar corte de unhas
  •     Escovar o gato
  •     Realizar medicamentos

Além disso, eles também são fundamentais para fazer companhia e brincar com o gato durante um tempo, para que eles não se sintam sozinhos.

Vantagens da contratação de um cat sitter

Cat Sitter

Dentre as principais vantagens que podem ser observadas para este tipo de serviço estão as seguintes:

  • Possibilidade de manter os gatos em um território conhecido, o que acaba sendo menos estressante;
  • A rotina do felino também sofrerá poucas alterações;
  • Não haverá presença de animais ou humanos estranhos;
  • Reduz o risco que o animal contraia algum tipo de doença;

Cuidados ao tomar na contratação de cat sitter

Como o profissional terá quer frequentar a casa da pessoa, é fundamental que seja uma pessoa de confiança. Por isso, caso não se conheça alguém próximo que faça este tipo de serviço, é importante que ele seja muito bem recomendado, ou então que trabalhe para empresas que garantam a segurança tanto dos seus bens patrimoniais quanto do seu felino.

Além disso, é importante também combinar a quantidade de horas que a pessoa vai cuidar do pet, bem como a forma como ele vai acessar o imóvel. Também é importante que as pessoas comprem e mantenham todos os itens necessários para os cuidados do felino, como alimentação, remédios e brinquedos, por perto.