Que a grande maioria dos humanos amam os cachorros todo mundo sabe. Afinal de contas, essa foi a espécie escolhida para ser os grandes parceiros da humanidade nessa jornada que é a vida. E com essa proximidade, muitos comportamentos de humanos para com animais acabaram se tornando comuns.

5 coisas que os humanos fazem e que os cachorros não gostam

E, mesmo que seja para agradar, nem tudo acaba fazendo a alegria dos nossos animais de estimação. Na verdade, muitas coisas que fazemos no dia a dia os cachorros simplesmente nos gostam, e poderiam até mesmo reclamar caso tivessem o dom da fala e da comunicação com os humanos.

Confira 5 coisas que as pessoas costumam fazer e que os cachorros não gostam.

Falar mais do que fazer

De fato, os cães conseguiram, ao longo da sua trajetória ao lado dos humanos, aprender a se comunicar da forma deles. Muito do que é dito acaba sendo compreendido, mas a evolução dos cães acabou treinando-os para lerem nossa linguagem corporal. Por isso, muitos treinamentos são feitos basicamente com a utilização de gestos e movimentos.

Muitos abraços

5 coisas que os humanos fazem e que os cachorros não gostam

Essa é uma demonstração de carinho muito própria dos humanos. Mas, de uma forma geral, os cães simplesmente não gostam de serem abraçados. Na verdade, para alguns pode ser praticamente comparável com um gesto de tortura.

Carinho na cara

Para os cachorros, a cara é geralmente uma parte mais sensível, especialmente em virtude do nariz. Por isso, grande parte dos cachorros simplesmente não gostam de toques nessa área, nem que seja apenas um simples carinho.

Olhar nos olhos de cães

Com um laço de confiança já estabelecido, alguns cães podem até interpretar como uma brincadeira o ato do humano encarar nos olhos do cão. Mas a maioria deles podem se incomodar bastante, especialmente quando fazemos isso com cães desconhecidos.

Não criar regras

Muitas pessoas querem tanto cuidar e amar o seu fofuxos que deixam eles fazer o que quiserem. Mas isso não é bom. A evolução criou os cães modernos para seguirem regras, e eles precisam disso até mesmo para entenderem qual a sua função naquele espaço.