Cachorros demandam espaço para gastar sua energia. Alguns mais do que os outros, dependendo basicamente da raça. Por isso, ainda existe uma certa resistência de pessoas que moram em apartamentos de ter um cachorro, com medo que o cão não seja feliz ou simplesmente dele acabar causando uma grande quantidade de estragos.

4 dicas para cuidar de cachorro dentro de apartamento

Mas os cachorros são animais que acabaram se tornando extremamente adaptáveis, justamente em virtude dessa convivência com os humanos. Por isso, a grande maioria deles se adaptam para uma vida dentro de um apartamento. Mas é claro que existem alguns cuidados que precisam ser tomados.

O principal segredo para criar um cachorro dentro de apartamento é conseguir estabelecer e manter uma rotina saudável. Confira 4 dicas fundamentais para conseguir manter a qualidade de vida elevada do seu pet dentro de um apartamento:

Cuidado com a alimentação

O primeiro passo é justamente cuidar da alimentação que é oferecida para o animal de estimação. Quanto mais regrada e equilibrada a alimentação do cão, menor será a chance do animal fazer suas necessidades dentro de casa, fora de horário. Caso o dono tenha dúvida, uma consulta ao veterinário pode ser interessante para montar um cardápio.

Mantenha rotina de atividades físicas

4 dicas para cuidar de cachorro dentro de apartamento

É importante também que o animal consiga colocar toda sua energia para fora. Essa dica vale tanto para as pessoas que moram e apartamento quanto também para aquelas que moram em casas pequenas, sem pátio. Por isso, levar o cachorro para passear é de fundamental importância. Para os cães maiores, algumas atividades mais intensas, como corridas, podem ajudar a controlar a ansiedade.

Sociabilize o seu cachorro

É importante que os cães que moram em apartamentos entre em contato com outros animais e pessoas. Eles tendem a se tornar mais isolados, e isso pode provocar uma série de problemas, desde ciúmes excessivo até ansiedade. Por isso, a dica é aproveitar os passeios diários para promover o contato do cachorro com outros cães.

Desenvolva a atividade mental do cão

Coloque na rotina do animal algum tipo de brincadeira diária que acaba desenvolvendo a atividade mental do cachorro. Brincadeiras como esconde-esconde são bacanas para ajudar o cão a pensar e incentivar os seus instintos.