Por Rodrigo Bueno

publicado em Banho e Tosa

A tosa é um procedimento muito importante não apenas para a manutenção da beleza dos cães, mas também como parte fundamental da rotina de higiene. Especialmente para aqueles pets que possuam uma maior quantidade de pelos naturalmente como uma das características da sua raça. Com isso, também acaba tendo um importante impacto na saúde do cão.

Tosa: confira as diferenças dos principais tipos

De uma forma geral, a tosa, quando feita em qualquer pet, especialmente nos cães, ajuda a evitar a proliferação desenfreada e prejudicial de bactérias, fungos e parasitas como as temidas pulgas e também os carrapatos. Além disso, também ajuda no bem-estar do cachorro de um modo geral, que não fica sentindo uma grande quantidade de pelos entrando em locais desnecessários.

Mas, diferentemente do banho, que pode ser dado por qualquer pessoa, a tosa realmente deve ser feita apenas por pessoas qualificadas e que dominem as técnicas. E também não existe apenas um tipo de tosa, por isso é importante conhecer as mais famosas para saber quais são as suas principais diferenças.

Tosa bebê

Este tipo de tosa deixa o cachorro com um aspecto mais parecido com o deu um filhote. Ele pode resultar em uma pelagem mais rala quando feita com a máquina, com dois ou três dedos de comprimento. Este tipo de tosa é indicado para os cães de pequeno porte.

Tosa baixa e média

Tosa confira as diferenças dos principais tipos

Ela deixa o pelo do cão realmente bem curtinho, com aproximadamente 1,5 mm na versão mais curta ou 6,5 mm de comprimento na versão média. Este tipo de tosa pode ser feito para qualquer tipo de cão.

Tosa higiênica

Tosa fundamental para os cães de pelos maiores que podem manter a sua pelagem mas, ao mesmo tempo, manter os seus hábitos e também as suas rotinas de higiene. Com isso os cães não vão passar por uma situação de desconforto, já que as necessidades fisiológicas do cachorro não vão se acumulando nos pelos.

Tosa da raça

Já esse tipo de tosa geralmente é feito apenas por especialistas e acaba tendo como principal objetivo aparar os pelos e manter as características da raça, não fazendo com que o cão perca os seus traços originais.