Dar ração para cães e gatos como alimentação principal é o recomendado pelos veterinários e especialistas. Mas uma pesquisa feita recentemente pela Universidade de São Paulo (USP) e pelo Centro de Energia na Agricultura (Cena) revela que nem tudo o que aparece nas propagandas de fato está no alimento dos nossos companheiros.

Pesquisa indica que carnes bovinas nas rações brasileiras são apenas publicidade

A pesquisa revela que os ingredientes que mais foram encontrados nas rações tanto para cães quanto para gatos é frango e milho. O estudo analisou 82 amostras de 25 marcas de ração para cachorro e os valores encontrados foram de 60% de nutrientes de origem animal e 40% de vegetais. Já nas rações para gatos, a proporção encontrada foi bem parecida, analisando-se 52 amostras de 28 marcas.

Os pesquisadores afirmam que existem quantidades excessivas de milho e soja nas rações, especialmente nos alimentos feitos para os gatos. Isso pode ser um problema, uma vez que os felinos não digerem tão bem os carboidratos. Até mesmo as rações tidas como "premium", que são mais caras e deveriam ser de melhor qualidade, são compostas em maior proporção por frango e milho.

Pesquisa indica que carnes bovinas nas rações brasileiras são apenas publicidade

Além disso, foram constatados que grande parte das embalagens das rações podem induzir os clientes a achar que está comprando um alimento que tenha uma maior quantidade de carne bovina quando na verdade, existe apenas flavorizantes ou aromatizantes do alimento.

Os pesquisadores não divulgaram as marcas das rações que foram analisadas, pois o objetivo inicial da pesquisa seria apenas ter uma visão geral do mercado para fins científicos, não tendo sido encomendada por nenhum órgão de proteção ao consumidor, que teria o poder de tomar medidas caso fossem constatados os problemas.