Fofuxo.com

Saiba os possíveis problemas com perfume para cães

Muitas vezes animais podem se sentir desorientados ao perder seu cheiro característico.

A grande maioria das pessoas sabem, mesmo aquelas que não convivem diariamente com cachorros, que os nossos amigos caninos possuem um excelente olfato, muito melhor do que o dos humanos. Os cães conseguem sentir, identificar e armazenar cheiros que nós nem sonhamos que possam existir.

E isso fez com que estes animais desenvolvessem uma comunicação com seus semelhantes através do olfato, algo que já vem dos seus antepassados lobos mas que foi sendo adaptado para a atual realidade dos cães. Eles conseguem sentir um cheiro diferente de um determinado cão, e provavelmente vão lembrar a quem ele pertence. Além disso, os cheiros também são utilizados no processo de encontro entre um macho e uma fêmea para reprodução.

Mas um costume cada vez mais frequente nos dias de hoje entre os donos dos pets é colocar perfumes no corpo do animal. Trata-se de uma prática que começou nos pet shops depois dos banhos como uma forma de deixar o cão com um cheiro melhor e mais duradouro e acabou sendo adotada no dia a dia.

Mas será que os perfumes, apesar de serem feitos especificamente para cães, são inofensivos para a saúde de nossos amigos?

Saiba os possíveis problemas com perfume para cães

Cheiro que incomoda

Alguns veterinários acreditam que os perfumes para cães não deveriam fazer parte da rotina dos animais. O motivo é muito simples: ele contraria completamente a natureza do animal. Ais do que qualquer outra modificação imposta no comportamento pelos homens, o perfume acaba mexendo com uma parte extremamente sensível do animal, que é o seu nariz e olfato.

Se o cheiro do perfume parece agradável para o nariz dos humanos, lembre-se que o nariz dos animais conseguem cheirar de forma muito mais intensa aquela aroma. Por isso, muitas vezes o perfume pode se tornar algo que incomoda o seu pet no dia a dia.

O cheiro do perfume pode desencadear alergias nos animais, mesmo que utilize produtos feitos propriamente para o uso do animal, além de fazer com que ele perca a sua identidade, especialmente perante outros animais da mesma espécie. Mas é claro que esta condição nem sempre é observada, e por isso pode o perfume não se tornar um incomodativo para todos os tipos de cachorros.

Raças e cheiros

Uma dica interessante para as pessoas que estão pensando em adotar ou comprar um cachorro mas que está preocupada por causa do cheiro característico, a dica é ficar de olho na raça escolhida.

Existem algumas raças que acabam tendo como principal característica um cheiro um pouco mais forte, como por exemplo o buldogue ou o pug. E estas duas raças estão frequentemente sendo adotadas por pessoas que moram em apartamentos, o que pode tornar o cheiro ainda mais evidente.

Em compensação, existem outra raças que costumam apresentar menos problemas em relação ao cheiro, como yorkshires, poodles e lhasas.

Uma outra dica importante para os donos que se sentem incomodados com o cheiro do animal é não aumentar muito a frequência do banho, já que o problema também pode estar na boca do cão. 

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários