Fofuxo.com

Saiba mais sobre os braquicefálicos

O focinho achatado pode causar alguns problemas nos cães e precisa de determinados cuidados.

A grande maioria dos donos dos cães não estão muito familiarizados com o termo Braquicefálico, mas este problema acaba sendo mais comum do que imaginamos. Esta pequena modificação, que em alguns casos se torna um grande problema, acontece especialmente com os chamados cães de cara chata, como o Buldogue, ou o Shih Tzu, ou ainda o Boxer, dentre outros.

Saiba mais sobre os braquicefálicos

Este tipo de problema acabou sendo gerado pela intervenção do próprio homem. Através das criações e das seleções que iam sendo feitas pelas pessoas criadoras de cachorros eram selecionados os cães que apresentavam um maxilar inferior proporcional ao tamanho do corpo. Mas ao dar atenção a este detalhe estético os cães passaram a ter alguns problemas de saúde por causa do chamado focinho amassado.

Problema respiratório

Um dos principais problemas que acabam sendo enfrentados pelos cachorros que possuem este focinho curto estão relacionados aos sistemas respiratórios. A grande maioria dos cachorros acabam apresentando um problema chamado narinas estreitas, que acabam dificultando a respiração dos cães já que existe uma maior dificuldade para se respirar pelo nariz.

Outro problema que acaba acontecendo com este tipo de cachorro está relacionado aos tecidos moles da boca e também da garganta canina. Isso acaba gerando problemas relacionados ao ronco.

Toda esta dificuldade de se respirar gera ao cão um maior estresse com o calor, já que o sistema de respiração acaba prejudicando o sistema de resfriamento que impede que ele consiga manter a sua temperatura corporal.

Problemas oculares

Como os ossos do nariz acabam sendo mais compactados, os cães tendem a ter problemas com os olhos. Estes olhos ficam mais proeminentes e desta forma qualquer batida na nuca, a órbita ocular pode sair para fora. Em alguns casos podem existir alguns problemas relacionados a forma como os cães enxergam.

Todos estes problemas precisam ser acompanhados de perto por veterinários, especialmente quando o cachorro acaba apresentando sintomas de que estejam sofrendo para respirar ou enxergar. 

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários