Fofuxo.com

Pseudociese

Conhecida como gravidez psicológica é um fenômeno que acontece na maioria das cadelas inteiras

Pseudociese

A pseudociese é conhecida como “gravidez psicológica” e é muito comum em cadelas inteiras após o cio e rara em gatas. Estima-se que aconteça entre 50-75% das cadelas.

Caracteriza-se pelo comportamento maternal com sinais físicos de prenhes ou no fim do diestro em cadela não prenhe. O diestro corresponde a fase pós cio (quando as cadelas não aceitam mais o macho) que dura por volta de 60 dias.

Cadelas que já tiveram uma vez apresentam média alta de recorrências nos próximos ciclos.

Sinais Clínicos

cadela com lactaçãoEmbora a causa seja ainda pouco conhecida, acredita-se que nessas fêmeas após o estro haja baixa concentração sérica de progesterona causando o aumento de uma enzima chamada prolactina que pode ser responsável por desencadear as alterações vistas em animais pseudoprenhes. Também há aumento da progesterona no final do diestro, o que causa o aumento das glândulas mamárias.

Há sinais comportamentais, como falta de apetite, agressividade, diminuição da atividade, lambedura de abdómen intensa e comportamento maternal caracterizado por fazer ninho, adotar objetos e filhotes de outras cadelas. Também são observados sinais físicos como o ganho de peso, aumento de volume mamário, galactorréia (produção de leite), e às vezes contração abdominal vistas durante o parto.

 Exames Laboratoriais

Todos os exames laboratoriais vão estar normais, deve-se excluir uma possível prenhez ou infecções uterinas e/ou mamárias. Se a duração da lactação for maior que 4 semanas deve-se considerar outras doenças associadas.

Cuidados

cadela com colar protetorDevem-se tentar apenas minimizar os estímulos das glândulas mamárias que promovam a lactação, como retirar os objetos adotados e colocar colares protetores para parar a lambedura da região para evitar infecções. Alguns animais conseguem se estimular mesmo com colares protetores.

Compressas frias e mornas nas mamas são indicadas com água ou chá de salsinha. Dependendo do caso pode-se ser prescrito medicações para supressão da secreção de prolactina apesar disso acontecer naturalmente.

Caso não haja interesse em cruzamento do animal o ideal é a castração após passar o período de pseudociese, para não haver novas recidivas, embora não haja anormalidades reprodutivas associadas à pseudociese. 

Patrícia Maíra Paulino M.V. Patrícia Maíra Paulino • CRMV-SP 27889
Médica Veterinária • Pós-Graduada em Dermatologia Veterinária

Atualmente atende exclusivamente Dermatologia de pequenos animais em hospitais e clínicas veterinárias.

Postado em .


Pela Web

Comentários