Fofuxo.com

Musicoterapia também pode ser bom para cachorro

Confira os benefícios que a música pode levar para a vida do seu pet.

A musicoterapia é considerada uma terapia alternativa. Apesar de não ter os seus efeitos confirmados pela medicina convencional, milhares de pessoas no mundo inteiro adotam tratamentos feitos com a ajuda da música para a resolução de uma variada gama de problemas. E parece que a música não é boa apenas para os humanos, mas também pode ser muito boa para os cachorros.

Musicoterapia também pode ser bom para cachorro

No Brasil já existem uma série de clínicas destinadas ao tratamento de cães utilizando os preceitos da musicoterapia, e de acordo com os especialistas no assunto, a música pode ajudar a resolver problemas físicos, comportamentais e também emocionais do cão, de uma forma não invasiva e completamente inofensiva para os fofuxos.

Como funciona a musicoterapia para cães

A musicoterapia para cães é um tratamento que funciona combinado com outras atividades alternativas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos animais, como massagens relaxantes e também fisioterapia. O preceito principal da atividade é deixar o animal tranquilo, em um ambiente onde ele se sinta confortável.

A música tem um papel fundamental na construção deste ambiente. Os sons que são escolhidos para ficarem ao fundo durante as sessões são escolhidos a partir de uma série de estudos que mostram quais são as notas mais confortáveis para os cães.

Benefícios da musicoterapia para os cães

A musicoterapia pode resolver uma série de problemas dos cães. No campo emocional, a depressão, a hiperatividade, a agressividade e também a carência afetiva em excesso pode ser combatida com este tipo de tratamento. O animal que sofre maus tratos e que é abandonado e posteriormente adotado por uma família ou pessoa que cuide dele melhor pode usar a musicoterapia para ajudar a resolver estes grandes traumas que ficam na vida dos cães.

Musicoterapia também pode ser bom para cachorro

Mas a musicoterapia também pode ter um papel decisivo em tratamentos físicos, especialmente aqueles que são resolvidos através da fisioterapia. Muitos animais acabam tendo receito ao toque, especialmente quando estão com dor. Nestes casos a fisioterapia sempre acaba sendo um procedimento mais complicado de ser realizado. A música entra neste processo justamente para deixar o animal um pouco mais receptivo ao que está por vir.

Músicas

Um outro elemento muito interessante da musicoterapia é que nem sempre as músicas serão as mesmas para todos os cães. Existe um trabalho de personalização do que será tocado durante a terapia, com base no estilo de vida do animal e até mesmo dos gostos dos proprietários, já que o estilo de vida do cão sempre acaba se confundindo muito com o estilo de vida dos humanos que estão ao redor.

Mas alguns sons e instrumentos costumam aparecer mais frequentemente nas faixas, como xilindró, pau de chuva, caxixi, sino, pandeiro, maraca e reco-reco. Alguns sons da natureza também são utilizados, especialmente no tratamento de fobias. Se o cão tem medo de chuva, por exemplo, colocar o som da água caindo em um ambiente calmo e tranquilo pode ajudar no dia a dia. 

Postado em .


Pela Web

Comentários