Fofuxo.com

Identificando problemas de visão em cães e gatos

Confira algumas dicas para identificar possíveis problemas relacionados aos olhos dos nossos amigos de estimação.

Identificar problemas de saúde com nossos cães e gatos nem sempre é uma tarefa fácil, mas muitas vezes se faz necessário. Afinal de contas, nenhum dono quer ver o seu pet passando por dificuldades. E uma das regiões mais sensíveis, tanto em cães quanto em gatos, são os olhos.

Identificando problemas de visão em cães e gatos

Apesar de muitos donos pensarem que os problemas relacionados com os olhos surgem apenas quando temos os cães mais idosos, na verdade eles podem aparecer em qualquer idade. Até mesmo a catarata, que é o problema ocular mais comum e que geralmente é associado a idade avançada, também pode surgir nos mais jovens.

E como os donos podem perceber que existe alguma coisa errada?

Percebendo as mudanças

Problemas dos olhosA maioria dos problemas relacionadas a visão acaba trazendo alguma alteração física nos olhos, perceptíveis aos olhos humanos. Os donos devem ficar de olho nos seguintes sinais: excesso de secreção ocular, alteração na cor da secreção ocular, alteração na cor dos olhos, fazendo com que eles fiquem mais brancos, e também a vermelhidão nos olhos.

Outros sinais que pode ser percebidos relacionados a problemas nos olhos está relacionado ao comportamento dos cachorros. Por exemplo, quando o cachorro ou o gato evita sair na luz, pode ser um sinal de que ele esteja desenvolvendo a fotofobia. Um outro sinal bastante comum de que algum problema pode estar acontecendo nos olhos do animal é a coceira. Se ele constantemente passa as patas na região, ou tenta esfregar os olhos no sofá, no tapete ou outros objetos, pode que a coceira seja sinal de que alguma coisa de errada está acontecendo com os olhos do seu animal de estimação.

Raças

Algumas raças também acabam apresentando um propensão ao desenvolvimento destas doenças. Nos cães mais jovens, temos os cães que possuem os olhos grandes, como pugs, bulldogs, shih tzu, lhasas e pequinês. Já o Poodle acaba tendo uma propensão maior ao desenvolvimento da catarata quando eles são mais velhos.

Lidando com o problema

Quando o cachorro já desenvolveu a doença ocular e passa a ter problemas no seu deslocamento, é importante que os donos fiquem de olho em algumas alternativas. Além de fazer um tratamento com o veterinário, também é importante que os cachorros tenham o seu caminho facilitado dentro de casa, com o deslocamento de móveis pontiagudos que podem ficar no caminho, e a colocação de protetores de silicone nos mesmos. 

Postado em .


Pela Web

Comentários