Fofuxo.com

Doação de sangue para animais. Como funciona?

Assim como os humanos, nossos amiguinhos também podem precisar de transfusões de sangue. Saiba como funciona a doação de sangue de animais.

Conscientizar as pessoas que elas devem doar sangue já não é uma tarefa nada fácil, visto a grande quantidade de campanhas que os hospitais e os centros de doação precisam fazer para conseguir manter os seus níveis de sangue aceitáveis para conseguir atender as pessoas que sofrem acidentes ou as pessoas que necessitam passar por alguma cirurgia.  Agora, imagine a dificuldade de se conseguir doações para os centros de sangue de animas.

Doação de sangue para animais. Como funciona?

Em alguns casos, para salvar a vida de um cão, ou para dar a ele uma vida mais confortável em virtude de problemas que ele possa ter tido, os veterinários acabam precisando mais do que remédios. Em alguns casos, a transfusão de sangue se faz necessária para suprir a perda que as vezes eles sofrem. E, assim como sangue humano, não se consegue produzir sangue animal. Portanto, o sangue perdido por um cachorro que sofre um acidente deve sair de outro cachorro. Caso não tenha sangue nos bancos, os veterinários ficam com suas opções bastante reduzidas.

Quando cães precisam de sangue

Os médicos veterinários de muitas cidades brasileiras acabam passando por problemas quando o tratamento que precisa ser feito está relacionado a transfusão de sangue. São vários os motivos que podem fazer com que o cachorro realmente necessitem deste tratamento. Por exemplo, eles podem sofrer anemias profundas em virtude de alguma doença. Ou eles podem perder sangue quando sofrem acidentes, sendo que o atropelamento, no caso dos cães, é o mais comum. Mas qualquer cachorro que precise passar por um procedimento cirúrgico mais complicado poderá precisar de sangue para suprir aquele que será perdido durante o procedimento.
Mas assim como na medicina veterinária, existe também a falta de sangue nos centros.

Doação de sangue

Cachorros podem doar sangue.Para que os veterinários possam continuar salvando vidas de cães que chegam aos hospitais do Brasil inteiro é muito importante que se tenha sangue nos bancos. E eles só vão conseguir isso se tivermos doadores de sangue também caninos. Apesar da modalidade realmente não ser muito famosa, existe sim a possibilidade que o dono de cães saudáveis levem os seus cachorros para fazerem a doação de sangue.

Para isso, os cães devem seguir um perfil:

- Os cães devem ter entre 1 e 8 anos de idade;
- Deve ter mais de 27 quilos;
- Não devem apresentar nenhum sinal aparente de doença;
- Deve estar com esquema de vacinação e vermifugação em dia;

Os veterinários alertam que não existem raças específicas para que ele seja doador, mas é importante que sejam cães que se enquadrem no perfil apresentado acima e que sejam dóceis e saudáveis.

Os cães não sofrem nenhum problema depois de doar sangue, sendo que muitos deles saem saltitando e pulando sem problema nenhum. O procedimento foi pensado para causar o menor estresse possível nos cães, mas como ele deverá ficar um tempo parado não deve ser um cachorro muito agitado.

Além disso, ao levar o seu cão para doar sangue os donos ganham alguns benefícios, como a possibilidade de fazer uma avaliação física no seu cachorro, sabendo efetivamente quais são as condições dele. Alguns bancos permitem que o animal seja cadastrado para doações constantes, e neste caso também ganham direito a fazerem exames durante este tempo.
Para saber mais informações, procure o departamento responsável pelo controle de animais da sua cidade.

Postado em .


Pela Web

Comentários