Fofuxo.com

Dicas para proteger os cães dos fogos de artifício da Copa

Com o começo do Mundial os cachorros podem sofrer com o barulho.

Para milhões de pessoas que amam o futebol, a Copa do Mundo é um grande atrativo. Ainda mais a edição que começou na última quinta-feira que acontece aqui no Brasil, onde milhares de brasileiros poderão conferir os jogos bem de perto. Mas para os cães de determinadas regiões do Brasil poderá começar um grande período de angústia e sofrimento.

Dicas para proteger os cães dos fogos de artifício da Copa

O motivo: a grande quantidade de fogos de artifícios, rojões e outros itens que fazem barulho que os torcedores costumam utilizar durante suas torcidas e comemorações. Se os cães já costumam sofrer durante as festas de final de ano, onde os fogos duram apenas alguns minutos em duas noites de dezembro, imagine então como eles estarão nas próximas semanas de jogos do mundial.

Para os donos, é muito importante prestar atenção no comportamento do seu animal durante os jogos para saber se será necessário tomar alguma providência para garantir o conforto do seu pet de estimação.

Por que os cães odeiam os fogos de artifício?

Dicas para proteger os cães dos fogos de artifício da CopaNa verdade não é dos fogos que os cães não gostam, até porque eles mal conseguem identificar as cores que explodem no céu. Mas o que realmente acaba incomodando é o barulho. Os cães possuem uma audição muito melhor do que a dos humanos, e os níveis de ruído que os fogos, rojões e similares atingem acerta em cheio o canal auditivo dos pets da forma mais agressiva possível.

Apesar disso, nem todos os cães acabam apresentando o mesmo comportamento de medo em relação aos fogos, mas a grande maioria fica desconfortável.

Dicas para ajudar o seu cão

Antes dos jogos começarem, o que os donos podem fazer é tentar acostumar o animal com um barulho um pouco mais alto do que ele está acostumado. Para isso a televisão pode ser uma excelente alternativa.

Uma outra maneira de tentar acostumar os cães com o barulho é tentar utilizar alguns recursos que possam simular o som do rojão e dos fogos, mas de uma maneira mais suave. Estalinhos, por exemplo, podem ser uma alternativa interessante.

Tente encontrar um local mais seguro longe do barulho para que o cachorro fique durante os jogos. Mas é importante que o animal já esteja acostumado com aquele local, caso contrário trancar ele só vai piorar a situação.

Não reforce o medo tentando fazer muitos carinhos ou querendo agradar o cão durante os fogos, caso contrário ele vai entender que o medo é algo positivo e vai fazer isso sempre que desejar chamar a atenção.

Tampões de ouvido e calmantes naturais podem ser alternativas para os casos mais graves, mas em ambos os casos é importante obter a orientação de um veterinário. 

Postado em .


Pela Web

Comentários