Fofuxo.com

Confira dicas para transportar o seu pet com mais segurança

Apesar de não ser obrigatório por lei, equipamento de segurança são recomendados para cães.

Basta sair com o carro da garagem que qualquer pessoa está correndo o risco de sofrer um acidente com o seu veículo. O problema é que nem sempre o ser humano acredita que o “pior” vai acontecer com ele, mesmo com todos os dados e estatísticas provando o contrário. Por isso, muitas pessoas acabam não se preocupando em deixar o seu cão solto dentro do veículo, por exemplo. Mas esta decisão pode ser fatal.

Confira dicas para transportar o seu pet com mais segurança

No último final de semana um acidente, sem vítimas fatais, aconteceu em Florianópolis. Uma mulher de 25 anos de idade acabou capotando o seu carro. Junto com a motorista havia um cachorro da raça pug, de um ano e três meses, que acabou se safando por utilizar um cinto de segurança adaptado.

Não existem leis

Atualmente a legislação de trânsito brasileira não prevê a obrigatoriedade, por parte dos motoristas, da utilização de qualquer tipo de equipamento de segurança no cachorro que estiver sendo transportado dentro do carro. O que existem são recomendações, de parte das autoridades locais, visando evitar problemas sérios em casos de acidentes envolvendo carros que estão transportando animais de estimação.

As únicas duas proibições que constam nas leis de trânsito brasileira atuais estão relacionadas ao transporte de animais no colo ou em uma parte externa do carro, como caçambas de caminhonetes. Mas na lei não existe nenhum tipo de especificação sobre como levar os cães durante um passeio de carro.

Dicas de transporte

Confira dicas para transportar o seu pet com mais segurança

Neste caso, a melhor dica para os motoristas e donos de cães que precisam levar os pets dentro dos seus carros é investir em alguns equipamentos de segurança que já podem ser encontrados no mercado.

Um dos mais básicos é uma espécie de cinto de segurança que foi adaptado para ser preso na coleira ou na peiteira do animal e que pode ser fixado nos engates dos bancos traseiros do veículo. Este tipo de acessório permite com que o animal fique sentado ou deitado no banco e consegue evitar o deslocamento do animal em caso de uma frenagem mais brusca, por exemplo.

As caixas e gaiolas são as mais recomendadas pelas autoridades de trânsito. É importante que ela seja comprada de acordo com o tamanho do anima, nem tão grande mas nem tão pequena a ponto de impedir completamente a mobilidade do cão. Algumas gaiolas possuem engates especiais que permitem com que as pessoas coloquem o cinto de segurança convencional ao redor, aumentando assim a segurança do pet. 

Postado em .


Pela Web

Comentários