Fofuxo.com

Terrier Tibetano

Conheça este lindo Terrier originado do Tibete. História, características físicas, fotos e mais.

Este Terrier chinês, proveniente do Tibete, vive entre 12 e 15 anos. São do padrão FCI, no grupo 9, da seção 5, que é dos cães de companhia do Tibete. Eles são encontrados nas cores brancas com manchas em marrom, marrom escuro com manchas brancas e preto com manchas brancas. Seus pelos são seu maior diferencial, pois cobrem o corpo todo, são finos, sedosos e retos ou ondulados.

Eles são cães de porte médio, já que apresentam altura de, no mínimo, 36 centímetros e, no máximo, 41 centímetros. Eles são leves, ficando em torno de 8 a 14 quilogramas em situações saudáveis. O ambiente ideal é uma casa bem grande e com vedação de som ou longe de vizinhos, pois eles são, de fato, bem barulhentos e podem se tornar incômodos durante o dia e principalmente durante as noites.

Terrier Tibetano

Características

Este lindo cão apresenta uma cabeça de comprimento médio com as orelhas um pouco estreitas. Toda esta região é coberta pelos seus sedosos pelos longos que sempre caem na frente dos olhos. Sob estes fios, o queixo apresenta uma barbicha que é praticamente imperceptível. Seu stop é moderado e marcado, apresenta uma trufa preta e mordedura com um pouco de prognatismo.

Seus olhos são vistos apenas quando alguém levanta os pelos faciais, pois estes cobrem a região, ou logo após fazerem a poda. Eles são escuros e grandes, em comparação com o tamanho craniano. O contorno das pálpebras também é escuro e bem nítido. As orelhas não são nem muito grandes e nem muito pequenas, com formatos em V e naturalmente caídas, assim como dos Terrier Norwich.

O tronco é bem compacto, com um dorso reto e lombo em arco. As patas são grandes em relação ao restante do corpo e arredondadas, com bastante pelo para proteção e manutenção da temperatura corpórea.

A cauda é de tamanho médio e não é empecilho. É normal que apareça alguma nodosidade nela, portanto é importante que você leve-o ao veterinário para fazer mais exames.

Pelagem

Pelagem do Terrier TibetanoQuando não realizado a poda, os pelos cobrem todas as partes do corpo de forma uniforme. Sua pelagem é bem especial na raça dos Terriers. Seus pelos costumam ser compridos, macios e ondulados ou lisos. Na cabeça, a pelagem é muito mais densa, pois é dupla, apesar de continuar fina. Isso foi uma medida da natureza para que este aguentasse as baixas temperaturas do Tibete, uma região muito fria em relação as atas montanhas.

Suas cores variam de indivíduo para indivíduo, podendo ser pretos, cinzentos, cor de creme, branco ou ouro. Boa parte é composto de mais de uma cor, apresentando manchas na região no peito ou ao longo da cabeça, misturando preto com branco, cinza com branco, cinza com preto e etc.

Os filhotes têm uma pelagem diferenciada dos adultos, pois não estão totalmente completos. Nestes casos, é fácil diferenciar. Os pelos são muito mais curtos, não cobrem o rosto todo e são mais suaves.

É importante que você nunca deixe a pelagem arrastar no chão. Sempre realize a poda com a frequência indicada pelo seu veterinário de confiança ou quando achar necessário. Isso evitará que pelos caiam pela casa ou que fiquem extremamente sujos e com mau cheiro.

Origem

Origem do Terrier TibetanoComo o próprio nome sugere, o Terrier Tibetano é chinês, da região do Tibete, considerado um cão sagrado neste país, principalmente para os monges. Para os chineses, ele tem um significado muito mais profundo que apenas um ótimo cachorro vigia: ele é o talismã da felicidade e da prosperidade. Sempre entregavam este cachorro para as pessoas poderosas do país, como imperadores e chefe de algumas aldeias.

Há milhares anos, esta raça de cão correu o risco de ficar em extinção. Para evitar que a felicidade e a prosperidade acabassem, as pessoas cruzaram o Terrier Tibetano com outra raça de cães do local que mais se assemelhavam a eles, os Spaniels, também do Tibete. De fato, deu certa esta mistura e desses cães nasceu uma nova raça, ainda menor, conhecida como Lhassa Apso.

Curiosamente, eles eram considerados um dos melhores presentes a serem entregues como gratificação. Sempre que eram bem atendido e assistidos, as pessoas davam os Terrier Tibetano para trazer mais alegria ao local, provendo todas da aldeia e do palácio com prosperidade.

Isso explica a sua origem um pouco diferente do costumeiro. Enquanto, os outros eram criados para determinados fins, estes não tinham um cunho de trabalho, apesar de serem muito bons nisso. A única função para a qual serviam aos seus donos era nos mosteiros do Himalaia, onde as montanhas eram bem estreitas e os cachorros menores conseguiram passar mais facilmente pelas fendas. Eles também guiavam as ovelhas, já que eram bem inteligentes e seguiam as ordens dos donos.

Eles são considerados Terriers, mas muitos acreditam que eles se parecem muito mais com um Old English Sheepdog.

Personalidade

Personalidade do Terrier TibetanoAs crianças amam esta raça de cachorros, porque eles são bem carinhosos e afetuosos. Assim, pais que não puderam dar um irmão para o filho, podem alegrá-lo com um Terrier Tibetano.

Além disso, eles não passam nem perto de serem folgados, pois seu instinto é de trabalho. Outro ponto positivo na sua personalidade é o seu estilo sempre muito desconfiado das coisas. Eles vigiam a casa quando o dono não está presente e naturalmente ladra bastante. O Terrier Tibetano gosta de ser útil e proteger o lugar onde mora, pois ama seu dono e é grato pelo lugar onde vive.

Entretanto, isto também pode ser encarado como um ponto negativo. É praticamente inviável ter um Terrier Tibetano em apartamento, pois seu timbre é muito alto e vai causar inúmeros problemas com barulho. De toda forma, ele é leal ao dono e muito amigo. Talvez por este fato ele não aceita que estranhos se aproximem de si e seus amigos. É difícil conquistar a confiança dele, mas quando você o faz, nunca mais perde.

Saúde

Saúde do Terrier TibetanoO Terrier Tibetano é muito parecido com o Old English Sheepdog, sendo que a principal diferença é o tamanho. Entretanto, apesar de ser pequeno, ele tem uma saúde de cachorrão. É resistente e fica doente muito raramente.

Muito se deve às suas origens tibetanas. Esta região na China é muito fria, logo ele precisa ter um sistema imunológico blindado para aguentar as baixas temperaturas. Além disso, o corpo precisou criar pelos que permitissem manter a temperatura ideal do organismo, logo eles desenvolveram pelos duplos.

Sua pelagem, então, protege-os tanto das neves, como da areia e qualquer outro tipo alterações climáticas. Suportam o calor e podem viver normalmente em países tropicais como o Brasil.

Todavia, os Terrier Tibetano têm certa facilidade para desenvolver alguns problemas:

  • Deslocamento de patela: Ocorre quando o seu cãozinho estende demais a perna e desloca a patela parcialmente ou totalmente. Isso acontece, principalmente, se ele for sedentário, pois é proveniente do desequilíbrio dos músculos da coxa. Vá a um veterinário para maiores informações.
  • Catarata: É um problema muito comum em humanos e em cães e gatos. Os Terrier Tibetanos têm facilidade para adquirir este problema, que pode ser originado de inflamações, diabetes, intoxicações ou, até mesmo, envelhecimento. A única forma de resolver o problema é fazendo cirurgia, então procure um cirurgião e realize o mais rápido possível.
  • Atrofia Progressiva de Retina: Assim como a catarata, esta doença pode levar a cegueira. Com o passar do tempo, as células da retina vão atrofiando até que o cachorro perca a visão totalmente. Esta doença é genética e diminui a visão lentamente, então é possível cuidar do seu cão e leva-lo a um hospital antes que a situação fique muito ruim. Para descobrir com certeza se ele tem a doença, realize um ERG (Eletroretinograma). Apesar de não existir tratamento, é possível fazer terapia com vitaminas, que pode ou não ajudar na reversão da doença.

Adestramento

O Terrier Tibetano é um cachorro leal, amigável e carinhoso. O dono pode ser beneficiar disso para ensiná-lo boas maneiras e adestra-lo corretamente. Comece a treiná-lo desde pequeno, pois assim ele crescerá sabendo o que pode e o que não pode fazer de errado.

O fator mais complicado a ser ensinado será sobre os latidos, pois naturalmente ele tem um timbre alto e adora ladrar. Sua desconfiança também dificulta a interação com outras pessoas e cães. De restante, ele sabe se portar muito bem.

Exercícios Físicos

Terrier TibetanoEsta raça de cão adora praticar exercícios físicos. Ele é fã de uma boa caminhada, portanto aproveite esta disposição do animal para fazer exercício junto com ele e ambos conseguirem benefícios para a saúde.

Eles são bem inteligentes e vão entender todos os treinos que você passar, basta que tenha paciência para ensiná-lo e despenda uma parte do seu dia para o cão. Esportes também são bem recomendados, como futebol.

Preço

O preço do Terrier Tibetano varia do local que foi comprado e da sua pureza de raça. Um cão com pedigree custa em média 1.500 reais. O transporte pode sair por 2/3 deste valor, caso você não retire no local, portanto verifique se um canil próximo a tua residência vende este cachorro.

Ficha Técnica do Terrier Tibetano

Ficha Técnica do Terrier Tibetano
Nome Original Terrier Tibetano
País de Origem Tibete
Porte Médio
Utilização Caminhada
Cuidados Especiais Como é fã de grandes caminhadas escolha uma hora mais fresca do dia para passear com ele.
Características Físicas Cabeça: comprimento médio com as orelhas um pouco estreitas. Olhos: escuros e grandes. Orelhas: formato de V e naturalmente caída. Corpo: compacto, com dorso reto e lombo em arco.
Altura média Macho - 36 a 41 cm • Fêmea - 36 a 41 cm
Peso médio Macho - 8 a 14 kg • Fêmea - 8 a 14 kg
Expectativa de Vida 12 a 15 anos
Cor da Pelagem Bicolor ( branca com manchas em marrom, marrom escuro com manchas brancas e preto com manchas brancas)
Tipo da Pelagem Comprida, macia e ondulada ou lisa
Temperamento Leal, carinhoso, afetuoso, amigável

Postado em .


Pela Web

Comentários