Fofuxo.com

Mastim Napolitano

Veja tudo sobre a raça Mastim Napolitano. Origem, história, pelagem, temperamento, galeria de fotos. Ficha técnica completa.

Se os cachorros tivessem uma classificação semelhante aos que lutadores de boxe possuem na hora de competirem, o Mastim Napolitano poderia muito bem ser categorizado como um dos pesos pesados. Afinal de contas, não tem como olhar para o cão sem perceber o seu grande tamanho. Tudo no Mastim é em grades proporções, e não estamos falando apenas no corpo do animal, mas também estamos falando na sua enorme cabeça.

Além de ser considerado um cachorro de grande porte, existem determinados países que elevam ainda mais a classificação do cão, colocando ele como um cachorro gigante. Esta não é uma classificação reconhecida internacionalmente, mas acaba fazendo muito mais sentido, principalmente quando o Mastim Napolitano é colocado lado a lado com algumas outras raças que também são consideradas como cães de grande porte.

Mastim Napolitano

Esta foi uma raça que acabou sendo criada, principalmente, como um cão de guarda, principalmente por causa do seu tamanho. Este ofício permanece como sendo uma das principais características do cão ainda nos dias de hoje. Apesar de ser grande, e botar medo na maioria dos casos, trata-se de um cachorro que geralmente desenvolve um comportamento extremamente amigável com seus donos.  Mas é realmente necessário o investimento de tempo, ou de dinheiro, no treinamento do animal.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o gigante Mastim Napolitano.

Origem

Mastim NapolitanoAlém de ser um grande cachorro, literalmente, o Mastim Napolitano possui uma longa história também. De acordo com as pesquisas de mapeamento do desenvolvimento desta raça, tudo indica que ele teve seus primeiros descendentes na Roma antiga. Uma das grandes raças, que talvez tenha sido a principal responsável pela evolução do cão da forma como conhecemos hoje em dia, foi o Molosso Romano. Este era um cachorro muito famoso na Roman Antiga, principalmente por ser parte integrantes dos exércitos e das tropas. Eles eram utilizados tanto pelas tropas que tinham como principal responsabilidade guardar um determinado território como também nas divisões que tinham como principal função atacar e expandir seus territórios.

Mas como esta ciência que estuda o desenvolvimento das raças modernas ainda não consegue juntar todas as peças deste grande quebra-cabeças evolucionário, existem pelo menos duas correntes diferentes de estudos que podem explicar o surgimento e a evolução desta raça.  A primeira corrente acredita que os primeiros exemplares de Mastins foram levados à Grécia Antiga pelo famoso Alexandre, o Grande. Depois disso que os cães passaram a ser utilizados muito pelas tropas dos exércitos romanos durante, principalmente, à época mais expansionista do império.

Mas outra teoria que também é muito levada em consideração na hora de mapear a história da raça afirma que eles possam ter chego à Inglaterra junto com os fenícios, e partir deste ponto acabaram se espalhando por toda a Europa. Os defensores desta teoria alegam que foram encontrados vestígios de grandes populações desta raça na região que hoje é a Inglaterra, e que depois eles foram migrando para outros pontos do território.

Sabe-se também que durante muito tempo este cão acabou ficando concentrado em determinadas regiões da Europa, sendo que isso explica porque grande parte das pessoas ainda não possuía conhecimento desta raça. Um dos principais pontos de concentração do Mastim acabou sendo a região de Nápoles e arredores, o que acaba dando ainda mais força para a primeira teoria, dos romanos.

A partir do ano de 1947 a raça acabou sendo reconhecida oficialmente.

Características

Mastim NapolitanoComo já citado anteriormente, este é um cão realmente muito grande. Toda sua estrutura óssea é impressionante quando comparada com a maioria das outras raças de cães que estamos mais acostumados a conviver. Já logo depois do nascimento, quando ainda é filhote, o cachorro consegue chegar a um peso surpreendente, e ainda por cima consegue multiplicar este peso e este tamanho rapidamente. Geralmente ele nasce com 500 gramas, mas já com uma estrutura óssea grande. Com cerca de dois meses de via este cão já está com 12 kg, o peso médio de um cachorro de médio porte adulto. Quando ele chega aos seis meses de vida já está pesando algo em torno dos 50 quilos, mais pesado do que um Pastor Alemão adulto, por exemplo.

O peso médio máximo que este cachorro atinge é os 85 quilos, sendo que ele acaba dando uma estacionada a partir do primeiro ano, começando a crescer mais devagar. Seu peso máximo geralmente é alcançado quando ele se encontra com seus três anos de vida. Neste momento, ele precisa comer, em média, três quilos de ração por dia, portanto realmente não é para qualquer pessoa conseguir sustentar um cão como este.

Em termos de altura, o cão geralmente fica na média dos 77 centímetros no caso dos machos. E os criadores afirmam que os bons representantes da raça podem, muitas vezes, passar este peso e um pouco esta altura média. Além disso, este cão acaba sendo muito avaliado pela sua condição física como um todo. Apesar da quantidade de peso, ele sempre deve sér um cachorro forte, e não gordo. Para isso, é importante que ele tenha um conjunto torácico bem desenvolvido.

Outro aspecto que chama muito a atenção da raça é a sua enorme cabeça. Pesquisadores afirmam que este cão possui a maior cabeça entre todas as raças caninas. O crânio é extremamente largo e achatado entre as orelhas. O focinho muito grosso e curto colabora ainda mais para a aparência gigante. Sem falar das rugas abundantes e da pele solta ao redor do pescoço (barbelas), que lhe dão um ar feroz e primitivo.

O cão apresenta também uma grande quantidade de pele caída, formando as famosas rugas, principalmente na região do pescoço e da cabeça.

Pelagem

O pelo deste cão geralmente é bastante denso e curto, sendo que esta raça dificilmente vai apresentar uma variação no tamanho destes pelos ao longo do seu corpo. O tamanho do pelo geralmente fica em torno dos 1,5cm, além de ser bastante liso e fino.

Temperamento

Mastim NapolitanoComo é um cão que ainda consegue apresentar uma grande série de traços dos seus ancestrais, fisicamente e também em relação ao seu comportamento, este é um cachorro que ainda consegue ser um excelente cão de guarda. Ele ainda consegue manter a guarda e vigiar grandes locais. Apenas pela sua presença imponente ele já acaba espantando qualquer pessoa estranha que tente entrar no seu território. O mesmo vale para a maioria dos animais, que enxergam no tamanho do Mastim uma ameaça evidente.

Além disso, outra característica que faz parte de um bom cão de guarda é a atenção que ele pode ter em relação a um determinado local. Sua área de abrangência realmente é grande, e ele consegue captar a aproximação de pessoas e animais no seu território seja por meio do som, ou seja, por meio do cheiro.

É um cachorro considerado relativamente inteligente, mas não é muito fácil de ser adestrado, principalmente por causa do seu grande tamanho. É extremamente recomendado que se faça um treino profissional com a raça nos seus primeiros meses de vida para que eles realmente consigam domar seus comportamentos, que podem se tronar um tanto quanto agressivos.

Não é cão recomendado para ser deixado com crianças por perto, a não ser que seja bem treinado. Além de ser um pouco imprevisível, muitas vezes ele só vai querer brincar, mas como é muito pesado, poderá machucar as crianças mais desavisadas.

Geralmente quando está caminhando ele é bastante lento, não tendo pressa de chegar a lugar nenhum, mas consegue correr quando precisa. A movimentação que ele faz quando caminha lembra a de um urso.

Habilidades

Como já mencionamos anteriormente, uma das suas principais habilidades é a forma como ele consegue se utilizar todo o seu tamanho e do seu peso para conseguir ser um cão imponente no seu espaço. Não é um cão muito rápido, mas possui uma resistência que permite com que ele fique correndo bastante tempo atrás de uma determinada presa, seja um animal ou uma pessoa.

Além disso, é um cão bastante forte na hora de morder. Esta é uma habilidade interessante na hora da guarda, mas pode ser um tanto quanto perigosa quanto o cão é utilizado mais para companhia.

Saúde

Mastim NapolitanoEste cão possui tendência de apresentarem alguns problemas de saúde, sendo que quase todos eles acabam estando relacionados com sua estrutura óssea ou o crescimento do seu corpo. É muito comum que a raça desenvolva a displasia coxo-femural, e é muito natural que se os pais tenham os filhotes também apresentem o problema.

Além disso, como é um cachorro que acaba crescendo muito depressa, ele acaba desenvolvendo a perda de cálcio em determinados ossos, e assim poderão ficar com problemas ao se movimentar. Por isso, é extremamente importante que a raça tenha um acompanhamento veterinário constante. As rações que devem ser dadas precisa conter muitas vitaminas e cálcio para suprir suas necessidades. Mas cuidado também nesta parte, porque o cachorro tem a tendência de ficar obeso, comendo muito.

Ficha Técnica do Mastim Napolitano

Ficha Técnica do Mastim Napolitano
Nome Original Mastim Napolitano
País de Origem Itália
Porte Grande
Utilização Guarda
Cuidados Especiais Necessita de um espaço grande para viver.
Características Físicas Cabeça: grande e larga. Orelhas: triangulares, de porte alta. Olhos: ligeiramente afastados. Corpo: musculoso.
Altura média Macho - 63 a 77 cm • Fêmea - 58 a 70 cm
Peso médio Macho - 60 a 70 kg • Fêmea - 50 a 66 kg
Expectativa de Vida 8 a 10 anos
Cor da Pelagem Preta, cinza, fulvo e mogno.
Tipo da Pelagem Densa, curta, lisa e fina.
Temperamento Leal, vigilante, dócil, carinhoso e tranquilo.

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários