Fofuxo.com

American Staffordshire Terrier

Muitos confundem esta raça com o Pitbull, por ser muito parecido. Confira fotos, história, características físicas e mais...

Não é um Pit Bull, mas se você confundir um American Staffordshire Terrier com a primeira raça não fique chateado, porque até mesmo criadores experientes acabam trocando as bolas de vez em quando. E isso por uma razão muito simples: tanto o American Staffordshire Terrier quanto o American Pit Bull Terrier acabaram evoluindo de uma mesma raça. Alguns especialistas defendem que os dois são a mesma raça, mas que por seguirem caminhos e influências do meio que vivem diferentes, acabaram seguindo por caminhos distintos, transformando-se em duas raças classificadas de forma independente.

Além de compartilharem algumas características físicas muito semelhantes, as duas raças acabam também apresentando determinados comportamentos parecidos. A ferocidade com que ataca seus inimigos, por exemplo, é um deles. Existem diversos países que fazem um controle da reprodução da raça, enquanto que outros até mesmo já decidiram erradicar o animal do local.
Mas é claro que o cachorro não apresenta apenas um comportamento feroz. Com o treinamento correto ele pode se transformar em um cão dócil e em um excelente guardião Vamos conhecer um pouco mais sobre o American Staffordshire Terrier.

American Staffordshire Terrier

História

Muitas raças acabam identificando no seu próprio nome o local de sua origem. No caso do American Staffordshire Terrier, isso não acontece. Apesar de ter um nome que lembra o de raças que possuem origem inglesa, este cachorro foi desenvolvido nos Estados Unidos. Mas estamos falando da raça moderna, que conhecemos. O cão, na verdade, teve sim ancestrais ingleses, tendo uma ligação muito estreita com o velho continente. Na verdade, o American Staffordshire Terrier é reconhecido como uma versão norte-americana o Staffordshire Bull Terrier.

American Staffordshire TerrierO mais interessante e o que diferencia esta raça de muitas outras é que ela ainda é considerada extremamente jovem em termos de pesquisa. Isso porque Staffordshire Bull Terrier, que é o ancestral do American Staffordshire Terrier ainda é vivo e bastante criado na Inglaterra.

O desenvolvimento da raça passou por diversas etapas de seleção, sendo que das quais muitas delas não foi natural, e sim controladas pelo homem. Na Inglaterra, muitos caçadores e demais pessoas que lidavam diretamente com animais de grande porte, estavam interessadas em criar uma super raça de cachorro, que tivesse a força para matar um touro nas brigas que eram muito comuns na época. Foram feitos diversos experimentos até encontrar uma raça que realmente apresentasse a força, o temperamento e também a agilidade para este tipo de atividade.

De acordo com registros históricos, a raça acabou sendo levada para os Estados Unidos em 1800. Por lá os esportes violentos envolvendo animais ainda eram muito comuns, e portanto o cachorro logo fez muito sucesso. Chegando à América os donos continuaram fazendo novos cruzamentos com a raça. O objetivo principal dos norte-americanos ao continuar alterando a seleção da raça era criar um cachorro que se apresentasse com um porte maior do que o que estava sendo apresentado até o momento. O resultado deu certo e realmente o American Staffordshire Terrier é maior do que seu antepassado

Durante estes cruzamentos, acabaram surgindo também os famosos Pit Bull Terrier. A grande diferença nesta cisão é que uma parte dos criadores começaram a dar mais preferência a cães que demonstrassem um comportamento mais sociável, especialmente para que eles conseguissem ser expostos em feitas e eventos de beleza canina. O Pit Bull continuou sendo desenvolvido como uma raça específica para a luta de animais.

Características físicas

American Staffordshire TerrierForça é uma das primeiras palavras que vem à mente da maioria das pessoas que olham para o porte físico deste animal. Realmente ele possui um corpo sempre muito compacto e musculoso, o que permite que ele consiga correr muito rapidamente e também consiga pular grandes distancias ou grandes alturas, maior que a maioria dos cachorros. É considerado um cão de médio a grande porte, sendo que o macho costuma ser ligeiramente maior que a fêmea. O tamanho médio da raça fica em torno dos 46 a 48 cm de altura.

Além de ser um cão extremamente forte e ágil ele consegue manter bem o controle quando atinge determinadas velocidades, essencial para conseguir caçar, um comportamento que ainda está muito presente mesmo nas raças mais modernas. Em termos de classificação internacional pertence ao Grupo 03 – Terriers. Seu grau de atividade é considerado alto, portanto é um cachorro que realmente precisa ter grandes quantidades de exercícios físicos durante o dia e ser criado em um ambiente muito espaçoso.

Uma das características interessantes desta raça, que acaba diferenciando ela dos seus parentes mais próximos, é a mandíbula que é maior em média do que a do Pit Bull. Mas mantém a característica de apresentar um maxilar muito forte para segurar presas muito maiores do que o cão. De acordo com os especialistas, a mordedura é em forma de tesoura, ou seja, cruzada, que confere mais força ainda na hora que ele está atacando.

Pelagem

O pelo do American Staffordshire Terrier sempre vai ser bem curto, praticamente rente ao couro, quase sempre cerrada e muito duro. Além disso, mantém uma característica muito própria que é o brilho do pelo. Realmente parece que ele sempre acabou de sair de uma Pet Shop, sendo que seus pelos praticamente nunca perdem este brilho.

Em termos de cores este animal pode ser encontrado com uma grande variedade de tons no pelo, sendo que grande parte delas é aceita pela associação de criação da raça para que ela possa ser registrada.

Temperamento

Filhote do TerrierAntes de mais nada é importante ressaltar que o temperamento aqui descrito é o inerente a raça, sem levar em consideração qualquer julgamento social que se tenha do American Staffordshire Terrier ou de raças parecidas. Assim como boa parte dos cães que pertencem a família dos Terriers, uma das características de personalidade mais marcantes é a coragem. O cachorro realmente não tem medo de nada, o que torna ele um excelente cão de guarda. Além disso, outra característica fundamental é a grande carga de energia que todos eles possuem.

Este cachorro não pode ser criado em um ambiente pequeno e fechado. Ele precisa de espaço para conseguir correr e gastar suas energias. Muitas vezes apenas estas atividades não são o bastante, eles precisam também de exercícios direcionados pelos seus donos que realmente exija dele esforço físico. São cães bastante silenciosos, sendo que não costumam latir nem mesmo quando estão atacando. Eles costumam dar o bote quietos, e depois sim costumam latir, mas bem menos do que a maioria dos outros pertencentes a classe dos Terriers.

Como principal herança do seu ancestral inglês está a dominância de um determinado espaço, sempre bem delimitado pelo cachorro. Ele não permite que as pessoas invadam o espaço que é dele, e por isso a família deve treinar este cão desde pequeno para evitar maiores problemas. É muito recomendado que as pessoas que queiram ter um cachorro desta raça tenha mais experiência em termos de criação de animais para saber lidar com as situações que podem surgir.

Outra característica que veio do seu ancestral inglês está relacionado a lealdade que este cão tem com o seu dono. É um cachorro que vai defender sempre esta pessoa, independente da circunstância. E como ele é extremamente valente, na maioria dos casos não se acovarda diante de qualquer situação que esteja acontecendo. Mas ao mesmo tempo em que são ligados com o dono acabam, tendo dificuldades de dividir o mesmo com o restante da família, se apegando mais a uma pessoa.

Diferentemente do Pit Bull, o American Staffordshire Terrier é mais sociável com outros animais, portanto eles podem conviver com outras raças sem que se corra o risco brigas. É importante também que esta criação compartilhada aconteça desde cedo entre os cães. Costumam também ser bem tolerantes com crianças, mas não é recomendado deixar o animal sozinho com elas. Mas geralmente com a supervisão do dono nada de mal pode acontecer.

Habilidades

Força e velocidade estão entre as principais habilidades deste cão, que consegue unir as duas na defesa de um determinado local, tornando ele um cão de guarda muito eficiente.

Apesar de não ser muito inteligente comparando com outras raças da mesma família, é extremamente obediente ao dono, quando utilizado o treinamento correto.

American Stafford Terrier

Saúde

Uma boa notícia para as pessoas que pensem em criar ou ter um American Staffordshire Terrier é que os cuidados com a saúde deles são básicos. Ele não costuma desenvolver grandes problemas em termos de saúde, como outras raças da mesma família. São poucos os registros de problemas sérios de saúde que esta raça está propensa a desenvolver.

Casos raros de problemas cardíacos que podem surgir nesta raça foram relatados em determinada situações. A expectativa de vida do cachorro fica em uma média de 9 a 15 anos.



Comentários

Veja mais em Raças de Cachorros