Fofuxo.com

Cães ajudam crianças especiais em escola de Porto Alegre

Projeto pioneiro é desenvolvido por escola da rede municipal de ensino.

Além de excelentes companhias, os cães cada vez mais estão sendo utilizados em projetos educacionais, principalmente os destinado as crianças que possuem alguma dificuldade de ensino ou problema físico. Um exemplo vem da cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Cães ajudam crianças especiais em escola de Porto Alegre

Na capital gaúcha, uma escola da rede municipal de ensino desenvolve um projeto pioneiro chamado Biblio Pet Terapia. Esta escola é especializada no atendimento de crianças que possuem necessidades especiais, e o projeto partiu da iniciativa de uma professora, que conseguiu a autorização do município para conseguir levar adiante a ideia.

Durante alguns encontros, alunos que possuem idade entre seis e 21 anos participam de uma roda de literatura, na qual também participam alguns cães adestrados. Durante as aulas os estudantes interagem com animais, tendo como principal objetivo amenizar problemas motores, afetivos, de aprendizagem, de socialização e outros problemas que são comuns para crianças e jovens que possuem necessidades especiais

Como funciona o projeto

A professora responsável pelo projeto na Escola Municipal de Ensino Especial Professor Luiz Francisco Lucena Borges, Maria Beatriz Santos Guterres, é a tutora dos animais, na sua maioria encontrados abandonados e ensinados. Durante as aulas, os alunos são incentivados a lerem para os animais e também interagirem com os mesmos.

Assim, os alunos acabam sendo incentivados a abraçarem os animais, por exemplo, ou então fazerem carinho na sua barriga, e então recompensar os pets com um petisco. Todos estes exercícios acabam sendo fundamentais para que os alunos consigam desenvolver não apenas a sua emoção, mas também a sua coordenação motora.

Segundo as mães dos alunos e também dos outros professores da escola, a melhora dos alunos em determinados aspectos são visíveis. Muitos deles se mostram nervosos no seu primeiro contato com os pets, mas com o tempo eles se acostumam e criam lações extremamente fortes com os bichos.

Postado em .


Pela Web

Comentários