Fofuxo.com

Os principais sintomas das doenças de fígado em cães

Problemas costumam aparecer especialmente em animais idosos.

Com o passar dos anos nossos amigos cães passam a se tornar mais sensíveis em relação a sua saúde de um modo geral. E um dos órgãos que mais costuma apresentar problemas depois de uma certa idade dos fofuxos é o fígado.

Os principais sintomas das doenças de fígado em cães

Diversos problemas podem acontecer tendo como fígado o foco principal, dentre eles a hepatite viral canina, ou então a leptospirose e ainda bactérias que acabam se instalando neste órgão e comprometendo todo o sistema digestivo do cachorro. A alimentação também acaba sendo muito importante nestes casos.

Quadros de intoxicação alimentar são mais frequentes em cães idosos justamente por eles se tornarem mais frágeis em termos de saúde. Sendo assim, muitos alimentos que antes não faziam mal para os cachorros acabam estragando o seu sistema como um todo depois de uma certa idade.

Confira alguns dos principais sintomas que podem indicar que o seu cão está sofrendo com algum problema no fígado:

Perda de apetite

Quando o sistema digestivo dos cães para de funcionar ou apresenta algum problema, um dos primeiros sintomas que acaba surgindo é a falta de apetite. Os cães simplesmente não conseguem continuar comendo, e aos poucos vão deixando o alimento de lado. A anorexia costuma surgir neste ponto.

Distúrbios gastrointestinais

Os principais sintomas das doenças de fígado em cães

Com o fígado não conseguindo trabalhar como deveria, diversos distúrbios também começam a aparecer, como vômitos, diarreia e prisão de ventre. Qualquer um destes sintomas pode aparecer isoladamente, juntos ou em sequência, o que geralmente acaba sendo utilizado como uma pista do tipo de doença que o animal está tendo. As fezes do animal também acaba apresentando uma alteração de cor.

Mudanças de comportamento

O fato do fígado não estar funcionando corretamente não acaba atingindo apenas o sistema digestivo dos cães, mas também acaba alterando todo o seu comportamento. Isso acontece basicamente por causa da grande quantidade de toxinas que acabam circulando no sangue, já que o fígado não acaba filtrando tudo isso. Os cães podem ficar mais agressivos, ou então desorientados. Convulsões também são comuns em alguns casos.

O que fazer

Doenças do fígado podem ser muito fáceis de serem tratadas ou então muito complexas. Por isso é de fundamental importância que o animal seja levado a um veterinário para que ele possa fazer uma avaliação completa da situação. O médico fará uma série de exames que vai ajudar a detectar se realmente o problema está no fígado e o que pode ser feito. Na grande maioria dos casos tratamentos com remédios resolve o problema. 

Postado em .


Pela Web

Comentários