Fofuxo.com

Parvovirose

A parvovirose é uma doença altamente contagiosa que trás efeitos principalmente gastrintestinais e imunológicos

Parvovirose

Parvovirus canino

Continuando a série de posts sobre as doenças que a vacina V10 previne, hoje vou falar sobre a parvovirose. A parvovirose é causada pelo parvovírus canino, é um vírus altamente contagioso que causa alterações gastrintestinais e imunológicas principalmente e pode ser fatal principalmente em filhotes caninos.

A via de transmissão é a orofecal, e haverá proliferação do vírus nas amigdalas, linfonodos mesentéricos e de outros tecidos linfoides. Antes dos sinais clínicos já haverá disseminação viral nas fezes dos animais infectados. O vírus pode ficar estável no ambiente por anos, por isso não se deve ter contato com animais não vacinados sem fazer a desinfecção ambiental adequada, ele pode ser destruído em uma solução alvejante na diluição de 1:30.

Pode infectar cães e gatos, cães da raça Rottweiler são mais suscetíveis, pois essa raça tem a imunidade baixa. A maioria dos casos é observada entre 6 semanas e 6 meses de vidam os casos mais graves da doença ocorrem em filhotes mais jovens.

Sinais clínicos

 Cão com parvovirose em tratamentoOs sinais clínicos começam a se manifestar por volta de 6 a 10 dias após a infecção.  Filhotes tem sinais de letargia, inapetência, vômitos, diarreia hemorrágica, perda rápida e intensa de peso.  Ao exame físico é observado taquicardia, alteração de coloração de mucosas, desidratação, intestinos repletos de líquidos, febre ou hipotermia.

Os casos graves desenvolvem sepse e endotoxemia por bactérias entéricas, a sepse gera colapso circulatório, falência de múltiplos órgãos e morte. A terapia rigorosa aumenta a possibilidade de cura, mas os índices de mortalidade ainda são grandes.

Diagnóstico

rottweiller filhote em tratamentoAlém dos sinais clínicos o diagnóstico pode ser auxiliado pelas alterações no exame de sangue, testes sorológicos podem ajudar, mas pode acontecer falsos positivos se houver vacinação recente.

Tratamento

 A internação para o tratamento adequado aumenta muito a chance do animal sobreviver. Deverá ser feito tratamento suporte de acordo com a sintomatologia apresentada, como a hidratação, transfusões, nutrição adequada, uso de antieméticos, protetores gástricos, antibióticos, analgésicos.

Prevenção

Rottweiler em tratamento

A prevenção é feita pelo não contato de animais desconhecidos que possa estar infectados com o vírus, mas principalmente através da vacinação pela vacina V10, que previne a infecção de 10 doenças em cães, incluindo a parvovirose.

A vacina tem o vírus atenuado e deve ser feita em todos os animais saudáveis, com a dose à partir de 6 semanas de idade, antes dessa idade não é recomendado aplicação dessa vacina, pois os anticorpos maternos ainda estão protegendo o animal e a vacina não vai adiantar. Por isso também deverão ser feita mais 2 doses de vacina em um intervalo mínimo de 21 dias para ter certeza que os anticorpos maternos não neutralizem a vacina. Em animais adultos uma dose anual é suficiente. 

A limpeza ambiental adequada citada anteriormente deve ser realizada. 

Patrícia Maíra Paulino M.V. Patrícia Maíra Paulino • CRMV-SP 27889
Médica Veterinária • Pós-Graduada em Dermatologia Veterinária

Atualmente atende exclusivamente Dermatologia de pequenos animais em hospitais e clínicas veterinárias.

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários