Fofuxo.com

Dicas para lidar com medos e fobias dos gatos

Gatos podem se tornar muito vulneráveis e inseguros, e o dono deve estar preparado para estes comportamentos.

Os gatos domésticos, da forma como eles foram criados por nossa atual sociedade, são animais que acabam desconfiando de tudo e de todos, ainda mais quando estão em um determinado ambiente, ou em uma determinada situação, que não lhe traga conforto. Este comportamento é natural e deve ser respeitado pelos seus donos. Mas existem determinados gatos que acabam desenvolvendo um comportamento de verdadeira fobia a determinados acontecimentos.

Dicas para lidar com medos e fobias dos gatos

Em alguns casos os animais acabam demonstrando este comportamento quando são levados para algum lugar que não estão acostumados, como é o caso de uma clínica veterinária, por exemplo, ou de um pet shop, mas existem casos mais graves que os gatos ficam com muito medo de situações que acontecem dentro de sua própria casa, como a chegada de pessoas estranhas, por exemplo.

Em outras situações os gatos acabam desenvolvendo verdadeiro pavor de algumas tarefas do cotidiano, como por exemplo quando as pessoas ligam alguns eletrodomésticos que costumam fazer muito barulho, como liquidificador ou aspirador de pó. Alguns gatos não esperam nem ao menos ligar o aparelho para sentir medo, basta a pessoa pegar aquele instrumento para que ele já se esconda em algum local ou até mesmo saia de casa.

Como lidar

Gatos com medo devem ser tratados com associação de rotinas positivas.

Alguns especialistas dizem que a melhor forma de lidar com este tipo de problema é utilizando a técnica chamada de associação. Os donos não podem querer fazer com que o felino simplesmente deixem de ter medo do que está acontecendo a seu redor. É importante fazer com que o gato faça uma ligação do acontecimento com algo de positivo que possa acontecer com ele.

Por exemplo, se o gato tiver muito medo de sair de casa e não quiser de forma nenhuma entrar dentro da caixa de transporte, é importante acostumar o bichano a receber alguns petiscos para que ele, aos poucos, consiga fazer esta relação de que, ao entrar naquela caixa, vai receber alimento.

O mesmo tipo de associação também pode ser feita em outras situações de medo que o gato apresente. Por exemplo, sempre que a pessoa ligar alguma coisa que fala muito barulho e deixe o gato assustado, experimente dar alguns biscoitos para ele, ou brinque com ele logo depois de fazer aquela determinada tarefa. Assim, aos poucos, ele vai conseguir superar um pouco este medo. 

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários