Fofuxo.com

Saiba mais sobre o Microchip em animais

Confira o que é, para que serve e mais informações sobre este sistema de identificação.

Com certeza você já deve ter ouvido falar em pequenos chips que são colocados em animais. Algumas pessoas podem achar que este tipo de coisa ainda acontece apenas em filmes de ficção cientifica, mas eles realmente existem. E estão ficando mais comuns do que podem parecer.

Saiba mais sobre o Microchip em animais

Diversas cidades do Brasil estão aderindo aos chips em animais domésticos com cães e gatos, em uma tentativa de controlar a superpopulação destes animais e também para facilitar a devolução deles para os donos caso eles se percam pelo caminho.

Como funcionam os microchips para animais?

O Microchip tem o tamanho médio de um grão de arroz, ou seja, realmente é muito pequeno e fino. Ao redor do sistema eletrônico existe uma capsula feita de vidro cirúrgico, o mesmo que é utilizado na fabricação de um marca-passos.

Este dispositivo eletrônico conta com um código único e exclusivo, que permite a identificação do animal em um determinado banco de dados. Neste banco de dados é possível colocar os dados de identificação do animal e também dos donos.

Vantagens

Saiba mais sobre o Microchip em animaisMesmo nas cidades que ainda não tornaram a colocação do chip nos animais de estimação uma lei, a colocação do dispositivo ainda traz algumas vantagens muito interessantes.

A facilidade de identificação do dono é uma das maiores vantagens. Caso o seu animal seja roubado ou esteja perdido, é mais fácil conseguir o animal de volta.

Além disso, algumas companhias aéreas internacionais exigem que o animal tenha o chip caso tenha que sair do país, uma garantia de que vai conseguir devolver o animal caso ele seja perdido.

Para manter estas vantagens, não basta simplesmente instalar o chip. É muito importante também que a pessoa mantenha sempre as informações atualizadas junto ao banco de dados da empresa responsável pelo equipamento.

Leis

No Brasil ainda não existe uma regra nacional que obrigue todos os animais a terem o microchip diferente de algumas outras nações. Alguns estados e algumas cidades já aprovarem projetos de lei, mas esbarram ainda na falta de estrutura para conseguir instalar os microchips nos animais.

Aplicação

Alguns donos podem ficar preocupados com o procedimento de aplicação do microchip, mas veterinários atestam que os métodos utilizados são inofensivos para os animais. É utilizada uma seringa que consegue injetar o equipamento na nuca do animal. Não é necessário sedação ou anestesia, apenas local. 

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários