Fofuxo.com

Pet Shop foi condenada por vender cachorro que estava em tratamento

Estabelecimento foi condenado a indenizar dona do animal em R$ 3 mil.

Uma loja especializada em artigos e serviços para animais sediada na cidade de Uberaba (MG) foi condenada na justiça por ter vendido um cachorro que havia sido deixado para tratamentos veterinários pela sua dona. A decisão foi tomada na 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Uberaba (TJMG) e o estabelecimento terá que pagar uma importância total de R$ 3 mil para a dona do animal.

Pet Shop foi condenada por vender cachorro que estava em tratamento

De acordo com as informações que constam no processo a auxiliar administrativa Francine Rosa Lima comprou um cão da raça Yorkshire em abril de 2011, nesta mesma loja. Alguns dias depois a auxiliar levou o cachorro novamente para o estabelecimento para tratamentos veterinários.

Foi marcada uma data para que a dona fosse buscar o animal no veterinário, mas em virtude de compromissos profissionais e pessoais ela conseguiu retirar o cão somente quatro dias depois da data combinada. Ao chegar no local acabou ela acabou descobrindo que o animal havia sido vendido.

A loja acabou se eximindo da culpa e ainda teria passado os contatos das pessoas que compraram o cão para que as partes negociassem entre sí, o que acabou não acontecendo.

Francine acabou entrando com um processo na justiça para conseguir o direito de receber indenizações pela venda do animal. Em um primeiro momento a justiça teria decidido que não cabia indenização já que o animal havia ficado poucos dias com a família de Francine e não houve tempo para uma ligação afetiva mais profunda.

Já no recurso Francine conseguiu provar que a perda do cão havia afetado sim a sua família, especialmente por causa das crianças que sentiram muito a falta do cão. 

Com informações do Estadão

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários