Fofuxo.com

Mais um viral de vídeo com agressões à cachorro toma conta da internet

Vídeo que monstra imagens três pessoas agredindo um cachorro até a morte seria de 2011.

De tempos em tempos determinado conteúdo simplesmente se propagam na internet, independente de quando ele tenha sido feito. Mesmo assim, muitas pessoas acabam compartilhando como se fosse algo novo. Foi o que aconteceu na semana passada quando imagens de três pessoas batendo em um cachorro até a morte foi parar na timeline de milhares de pessoas.

Mais um viral de vídeo com agressões à cachorro toma conta da internet

O vídeo tem duração de quase 20 minutos e mostra três jovens batendo em um cachorro ainda filhote até que a morte do animal.

Mas de acordo com as informações que foram apuradas uma organização de proteção aos animais, as pessoas que aparecem no vídeo não são brasileiras como dizia a legenda do conteúdo que estava sendo compartilhado pelo Facebook. Na verdade, trata-se de um vídeo produzido nas Filipinas em 2011. Além disso, os responsáveis pela agressão estariam presos no País.

Versões

Mais um viral de vídeo com agressões à cachorro toma conta da internetMuitas pessoas devem ter visto o vídeo na primeira vez que ele começou a circular pela internet, mas o que pode confundir um pouco os internautas é que da gravação original foram feitas centenas de outras versões mais curtas, fazendo que muitos pensassem se tratar de um flagrante novo.

Mas não se sabe ao certo de quem este novo vídeo que acabou viralizando partiu, tão pouco é possível saber se o fato das pessoas terem sido creditadas como brasileiras no vídeo foi um erro cometido apenas por falta de informação ou se realmente foi um erro cometido com o objetivo de criar sensacionalismo na rede.

O vídeo chama a atenção principalmente por se tratar de três jovens mulheres que pisoteiam e chutam o filhote de cachorro até que ele morre.

Prisão

Um fato curioso sobre o vídeo que acabou sendo bloqueado na maioria das contas que o mantinham no YouTube é que além das meninas, um casal também teria sido preso. Vicente e Dorma Ridon foram acusados de contratar meninas de 12 a 18 anos de idade para protagonizarem vídeos de fetiche conhecidos como Crush, que é justamente o ato de maltratar animais com os pés até que eles morram. 

Postado em .


Pela Web

Comentários