Fofuxo.com

Enfermeira cuida de 175 gatos doentes

Mulher abrigou felinos na sua casa em Lima, no Peru.

O amor que uma mulher sente pelos gatos acabou transformando a sua casa em um verdadeiro centro de atendimento aos felinos. Maria Torero, uma enfermeira que vive na cidade de Lima, no Peru, cuida de 175 gatos doentes, vítimas da chamada leucemia felina na sua própria residência.

Enfermeira cuida de 175 gatos doentes

A casa não é muito grande, conta com oito cômodos e dois andares, sendo que todo o espaço é ocupado pelos animais, pratos de comida, caixas de areia e caminhas de gatos.

A enfermeira acabou chamando a atenção da imprensa do local por causa da grande quantidade de gatos presentes dentro da casa. Quando questionada dos motivos que levaram Maria a cuidar apenas dos gatos doentes, a mulher afirma que este é o seu dever para com os gatos, animais que nas palavras dela “ninguém estavam mais se preocupando”.

Cuidados aos felinos

Maria revelou durante algumas entrevistas que está cuidando dos gatos há 5 anos. Para saber se os gatos estão doentes, a enfermeira primeiramente observa os felinos de rua que apresentam alguns sinais dos problemas de saúde. Depois disso, ela realiza um teste nos felinos, e quando eles estão doentes, ela pega e leva para sua casa.

Enfermeira cuida de 175 gatos doentes

Para impedir que a doença contamine os gatos mais jovens e saudáveis, Maria optou por levar para casa apenas os gatos doentes. A Leucemia felina é causada por um vírus que não é transmissível ao humano, apenas entre os próprios gatos.

A enfermeira afirma que cuida dos gatos sozinha, administrando os medicamentos que devem ser dados aps felinos, além de esterilizar os felinos contra parasitas a cada dois meses para evitar que o local acabe se tornando um prato cheio para pulgas, carrapatos e outros hospedeiros.

Segundo a estimativas da enfermeira, os gastos mensais com os felinos e o tratamento que ela oferece custa cerca de US$ 1.785 por mês. Atualmente Maria afirma que já conseguiu uma boa quantidade de amigos e parceiros que doam quantias mensais, mas que conseguem cobrir apenas metade dos gastos com a casa. O restante acaba sendo tirado do seu próprio bolso. 

Postado em .


Pela Web

Comentários