Fofuxo.com

Casal de Minas Gerais cria modelo diferente de cadeira de rodas para cães

Cadeira foi criada com tubos de PVC e rodinhas de carrinho de feira.

Um casal que mora na cidade de Uberaba, em Minas Gerais, desenvolveu um conceito de cadeira de rodas para cães que não conseguem movimentar as patas traseiras, muito interessante, prático e econômico.  A criação foi feita pela biomédica Renata Lima Teixeira Cobo e pelo administrador Albano Ferreira Cobo e já está sendo utilizada por mais de mil animais.

Casal de Minas Gerais cria modelo diferente de cadeira de rodas para cães

Ao invés de utilizar os materiais caros que as cadeiras de rodas para cães geralmente utilizam, o que impede muitas pessoas de adquirem para os seus pets, o casal resolveu desenvolver um modelo muito mais econômico, utilizando itens que são encontrados no dia a dia das pessoas e que geralmente custam mais barato.

Inspiração

Segundo Renata, a ideia de tentar montar um modelo diferente e mais barato de cadeira de rodas surgiu enquanto ela trabalhava no laboratório do Hospital Veterinário de Uberaba. Ela e seus colegas acabaram encontrando uma cadela abandonada depois de perder os movimentos das patas traseiras devido a uma lesão na coluna.

Todo mundo queria ajudar a cadela, que acabou sendo batizada de Princesa, mas ninguém tinha dinheiro suficiente para comprar a cadeira de rodas que era muito cara. Foi então que Renata teve a ideia de criar um projeto de cadeira de rodas mais barata, em parceria com o seu marido.

Adaptando

Casal de Minas Gerais cria modelo diferente de cadeira de rodas para cãesPara conseguir criar a cadeira de rodas o casal começou a fazer testes com diversos materiais diferentes, mas sempre usando como conceito as cadeiras de rodas tradicionais que são muito eficientes ao permitir que os cães consigam se movimentar. O modelo final acabou sendo feito com alguns canos de PVC, rodinhas de carrinho de feira, faixas elásticas e um suporte para as patas que não se movimentam mais.

Princesa acabou sendo utilizada para realizar os primeiros testes com a cadeira, que durante três meses foi se adaptando ao projeto. O casal também ia percebendo como a cadeira se comportava com o cão tentando se movimentar e faziam pequenas alterações na estrutura.

Cãodeirantes

O que surgiu a parir da necessidade de ajudar Princesa acabou se tornando um negócio do casal, que passou a criar novos modelos de cadeira de rodas e fornecer para outras pessoas que também tinham o mesmo problema. Foi criado então a Cãodeirantes.

O casal está se dedicando ao negócio há dois anos, mas por enquanto apenas aos finais de semana. A cadeira demora cerca de 30 minutos para ficar pronta, sendo que em um único final de semana o casal já conseguiu fazer 40 unidades. Por enquanto o trabalho em sí não gera lucro, já que a cadeira é vendida por R$ 70,00, que é o dinheiro gasto com o material utilizado.

Mais de mil animais na região já estão utilizando a cadeira econômica. Para quem tiver interesse em saber mais sobre o projeto, basta enviar um e-mail para [email protected]

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários