Fofuxo.com

Confira algumas dicas para que cães e bebês convivam bem

Pais devem ficar atentos a chegada de um novo membro na família.

Ter um cachorro na família é a primeira opção de cada vez mais casais. Muitos acabam utilizando um cão como uma forma de treinamento para a chegada dos filhos. Afinal de contas, os pets estão cada vez mais sendo tratados como se realmente fossem mais um humano dentro da família.

Confira algumas dicas para que cães e bebês convivam bem

Mas a chegada de uma criança dentro de uma família onde o cachorro já está consolidado como o centro das atenções pode causar alguns problemas. É natural que o centro das atenções acabe sendo deslocado para a criança que acaba de chegar ao mundo. E também é natural que os cães não acabem gostando nem um pouco de ficar de lado.

Comportamento dos cães

Antes de mais nada é sempre importante lembrar aos pais que estão tendo este problema ou que estão preocupados com o problema que ainda se apresentará diante deles é uma verdade absoluta: o comportamento dos cães nunca será padronizado. Ou seja, de nada adianta as pessoas se prepararem para seguir uma determinada cartilha comportamental dos cães, já que isso sempre vai variar.

Além disso também é importante lembrar aos pais que que os cachorros não desenvolvem sentimentos complexos, como ciúmes. Na verdade, eles acabam percebendo alterações nos padrões comportamentais ao seu redor, e vai dar uma resposta à altura. Portanto, uma das primeiras dicas é fazer com que o animal não perceba muito estas modificações, não deixando ele totalmente de lado.

Incluindo o cão

Confira algumas dicas para que cães e bebês convivam bem

Uma outra dica muito interessante é começar a socializar o cachorro e o bebê desde o começo. É claro que para isso os donos devem conhecer o animal. É possível saber como ele vai reagir apenas conhecendo o histórico comportamental anterior do animal. Em alguns casos é recomendado passar o cachorro por outros tipos de socialização.

Mas caso o cachorro for tranquilo e esteja acostumado a ficar dentro de casa com outras pessoas, incentive que ele faça parte das brincadeiras junto com os pequenos e os pais.

Preparando as mudanças

É muito importante também que as possíveis mudanças que tenham que ser feitas na rotina dos animais não estejam diretamente condicionadas a chegada da criança. Por isso o começo dos preparativos deve ser antes do bebê nascer. Caso o cachorro passa a ter o seu acesso restrito em alguns cômodos da casa, por exemplo, acostume ele antes da criança chegar.

Postado em .


Pela Web

Comentários