Fofuxo.com

Saiba como dar petiscos para o seu pet

Entenda como e quando oferecer petiscos para o seu animal de estimação.

Tanto os cães quanto os gatos possuem uma relação muito próxima com as pessoas de um modo geral. E isso significa que eles estão sempre por perto quando as pessoas estão fazendo suas refeições ou comendo qualquer coisa. E geralmente os pets querem muito o que os humanos estão comendo na sua volta. O problema é que a maioria dos alimentos dos humanos não fazem nada bem para o organismo de cães e gatos.

Saiba como dar petiscos para o seu pet

Como alternativa a indústria acabou criando diversos petiscos para serem oferecidos aos cães e aos gatos quando eles não estiverem fazendo a sua refeição principal, que geralmente é composta por ração ou por algum tipo de alimento natural. Existem tanto os petiscos que tradicionalmente foram criados para os pets, quanto aqueles mais sofisticados que inclusive imitam alimentos humanos, como chocolates, bolinhos, bebidas, dentre outros.

Mas assim como acontece com os petiscos ingeridos pelos próprios humanos, quando eles são oferecidos em grande quantidade podem causar uma série de problemas.

Quando oferecer um petisco?

O petisco, quando criado especialmente para os animais de estimação, podem ser oferecidos ao longo do dia sem grandes problemas. Geralmente as embalagens acabam indicando qual seria a quantidade ideal para cada tipo de animal, o que varia de acordo com a raça e também de acordo com o porte.

Mas um fator que está diretamente relacionado ao petisco é a questão do sistema de recompensas. Basicamente quando um animal ganha um petisco ele está associando aquilo com algum outro comportamento. Por isso que muitos adestradores utilizam os petiscos para conseguirem consolidar alguns comportamentos.

Riscos dos petiscos

Saiba como dar petiscos para o seu pet

Mas é sempre importante tomar alguns cuidados na hora de oferecer os petiscos para os pets. Apesar das fabricantes indicarem as quantidades de petiscos que poderão ser dadas diariamente, é importante para os donos darem uma boa olhada nos ingredientes que são utilizados para fazer os petiscos.

Todos os petiscos que tiverem uma grande quantidade de açúcar ou de gordura devem ser evitados.  Além disso, a avaliação dos veterinários é importante para que os donos fiquem mais seguros na hora de oferecer este alimento para o seu amigo, especialmente se ele tiver algum tipo de restrição alimentar.

Um outro cuidado que os donos devem ter é com relação a ração do dia a dia. São muitos os casos dos animais que passam a comer petiscos e acabam deixando de lado a ração, principalmente a seca. Por isso é importante que os donos consigam criar um ponto de equilíbrio para que eles não parem de comer a comida tradicional. 

Postado em .


Pela Web

Comentários