Fofuxo.com

Os cachorros estão sempre famintos?

Entenda a relação dos cães com a comida.

Os cachorros invariavelmente são flagrados com cara de fome. E este tipo de situação, em determinadas famílias, pode causar um tipo de constrangimento. Algumas pessoas que não estão acostumadas com o convívio diário com os cachorros podem pensar até mesmo que o dono não costuma dar comida para o animal, uma vez que ele parece estar sempre pedindo mais e mais comida.

Os cachorros estão sempre famintos?

Este tipo de comportamento também pode causar alguns problemas mais graves de saúde para os próprios cães. Se o seu dono pensar realmente que ele está sempre com fome e tentar saciar isso com uma grande quantidade de comida, ele pode acabar engordando e com isso desenvolver uma série de outras doenças.

Por isso é importante para os responsáveis pelo animal conseguir identificar até que pontoe ele realmente pode estar com fome e até que ponto aquele desespero que o cachorro demonstra quando uma pessoa está comendo qualquer coisa ao lado dele não é apenas um extinto antigo dando o ar da sua graça.

Garantindo o hoje

Assim como boa parte das explicações de determinados comportamentos dos cães, esta gana que eles sentem por comida também está relacionado ao DNA presente nos nossos amigos, com informações de seus antepassados.

Tanto os lobos quanto os cachorros selvagens precisavam enfrentar uma verdadeira guerra para conseguirem comida. A caça era complicada para estes animais, que além de terem que ser bem sucedidos no ataque, ainda tinham que encontrar comida suficiente para alimentar o Seu bando.

Quando eles conseguiam encontrar uma boa refeição, eles não deixavam para o dia seguinte. Como a competição era grande, tratavam de comer tudo até não conseguirem mais. Desta forma, eles armazenavam energia para alguns dias, caso não conseguissem encontrar nenhum alimento no futuro próximo.

Sem noção do tempo

Os cachorros estão sempre famintos?

Basicamente é o mesmo que acontece com nossos cachorros em casa. Os cães não conseguem entender o tempo como nós entendemos. O que eles conseguem é assimilar um determinado conjunto de comportamentos para antever o que está para acontecer. Por exemplo, os cachorros conseguem identificar quando vão receber comida prestando atenção no ambiente ao seu redor, principalmente no que diz respeito a movimentação do dono.

Mas quando ele está comendo, o cão não consegue entender que aquilo faz parte de uma refeição e que ele vai receber comida no dia seguinte. Para ele, o pensamento é mais ou menos como o do lobo: quanto mais ele comer, mas energia ele vai conseguir armazenar para o futuro.

Mas o corpo do cachorro já passou por uma série de alterações com base no seu convívio com o humano. E nem sempre o cachorro consegue suportar a quantidade de comida que o seu extinto manda ele comer. Por isso cabe ao dono racionalizar para fornecer apenas a quantidade de comida que ele realmente precisa para sobreviver. 

Postado em .


Pela Web

Comentários