Fofuxo.com

Cães medrosos

Saiba o que causa o medo e dicas de como lidar com a situação.

Se por um lado existem muitos donos que acabam tendo que lidar com cães que possuem excesso de agressividade e que estão sempre latindo e querendo morder alguém, existe também o problema oposto. Pessoas que precisam lidar com cães medrosos, parecidos com aquele retratado no desenho Coragem, o cão covarde.

Cães medrosos

Geralmente são cachorros que estão sempre em um canto, não chegando muito perto das pessoas que chegam como visitas na casa. Em alguns casos o cachorro também acaba tendo problemas até mesmo com a própria família que cuida dele. Alguns acamam mostrando mais medo em determinadas circunstancias, como um barulho muito alto, a chegada de outros animais ou qualquer outra situação que saia da sua normalidade.

O medo de determinada situações é normal e está no DNA do cão moderno, acostumado com as facilidades da vida de hoje em dia assim como seus donos. Mas em alguns casos eles passam dos limites. É necessário, antes de mais nada, tentar entender a origem e as causas destes medos.

Causas do medo

Cães medrososO medo pode ser causado por algo que tenha levado algum trauma para a vida do cachorro. É muito comum que este trauma aconteça durante o período que o cachorro ainda é um filhote. Os especialistas conseguem, hoje, definir um período no qual o cachorro pode estar mais suscetível ao trauma: entre os 8 e 11 anos de vida e também entre os 6º e o 14º mês de vida.

Durante este período, várias coisas podem causar este trauma, desde alguma coisa que caia em cima da pata do cão, cause dor e ainda por cima um grande barulho, algum dano que possa ter acontecido na causa e ter assustado muito o cachorro, ou até mesmo um bater de porta quando o cachorro não está esperando.

Existe também alguns fatores genéticos que também acabam ajudando a empurrar o cão para este medo. Alguma raças podem ser mais suscetíveis a este medo, principalmente as menores e mais frágeis.

Além disso, existe também um condicionamento do comportamento do animal que também contribui para isso. Se o cachorro mora em um local que está o tempo todo em silêncio, ele poderá se sentir mais acuado quando for levado para outro local com mais barulho.

O que fazer?

É importante para os donos que estão querendo mudar este comportamento do seu amigo que não se faça carinho quando ele está nesta situação. Tão pouco pegue ele no colo e proteja este cão, pois ele vai continuar tendo este mesmo comportamento;

Nos períodos citados acima é importante ter mais cuidado, preservando o cachorro de locais que ele possa vir a passar por algum trauma;

Se o cachorro tiver muito medo de barulhos, o ideal é ir acostumando ele ao poucos. Comece ligando algum eletrodoméstico próximo, depois convide mais pessoas para conversar em volta dele, etc. 

Postado em .


Pela Web

Comentários